quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

DEVEMOS OU NÃO PAGAR O DÍZIMO?


Este é um estudo, que trata do importante assunto DÍZIMO com base na revelação da Palavra de Deus. Falar sobre o dízimo é falar de um dos assuntos mais polêmicos e renegados de toda a Bíblia. Através da prática bíblica do dízimo Deus está chamando a igreja dos dias de hoje a restauração. Quem tem o coração verdadeiramente convertido, tem o bolso aberto. A restauração passa pela fidelidade da devolução dos dízimos; Muitas pessoas têm medo de ensinar sobre esse tema.


Todavia , o dízimo é bíblico, presente tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento. Muitas pessoas, por desculpas infundadas, sonegam o dízimo, retem-no ou se apropriam indevidamente do que é separado ao Senhor. O dízimo é de Deus e naão nosso. Deus chama de ladrão aquele que não devolve o dízimo à casa do Senhor (Malaquias 3:8);
- Textos básicos: Malaquias 3: 8-12 / Mateus 23: 23
- Principais textos bíblicos sobre o Dízimo:


GÊNESIS 14: 20 “e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abraão o dízimo”.


GÊNESIS 28: 22 “e a pedra, que ergi por uma coluna, será a Casa de Deus; e, de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo”.


LEVÍTICO 27: 32 “No tocante às dízimas do gado e do rebanho, de tudo o que passar debaixo do bordão do pastor, o dízimo será santo ao SENHOR”.


NÚMEROS 18: 26 “Também falarás aos levitas e lhes dirás: Quando receberes aos dízimos da parte dos filhos de Israel, que vos dei por vossa herança, deles apresentareis uma oferta ao SENHOR: o dízimo do dízimos”.


DEUTERÔNOMIO 12: 17 “Nas tuas cidades, não poderás comer o dízimo do teu cereal, nem do teu vinho, nem do teu azeite, nem os primogênitos das tuas vacas, nem das tuas ovelhas, nem nenhuma das tuas ofertas votivas, que houveres prometido, nem as tuas ofertas voluntárias, nem as ofertas das tuas mãos”;


MATEUS 23: 23 “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíes, porém, fazer essas coisas, sem omitir aquelas”!


LUCAS 11: 42 “Mais ai de vós, fariseus! Porque dais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as hortaliças e desprezais a justiça e o amor de Deus; devíes, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas”.


LUCAS 18: 12 “ jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de todo quanto ganho”.


HEBREUS 7: 2 “ para o qual também Abraão separou o dízimo de tudo (primeiramente se interpreta rei de justiça, depois também é rei de Salém, ou seja, rei de paz);”


HEBREUS 7: 4 “Considerai, pois, como era grande esse a quem Abraão, o patriarca, pagou o dízimo tirado dos melhores despojos”.


É muito importante lembrar que o dízimo é um princípio estabelecido pelo próprio Deus.


A palavra “dízimo” vem do hebraico “maaser” significando 10% de alguma coisa (a décima parte). Dízimo não é invençaõ da igreja, dos pastores, da igreja primitiva. É princípio perpétuo estabelecido por Deus. É um ato de adoração e obediência ao Senhor, não sendo opcional; é dívida, obrigação, dever. Dízimo também não é sobra, é primícia. A rigor deveríamos separar dos nossos ganhos mensais o dízimo e depois pagar o resto das nossas dívidas, pagamentos e compromissos.


Paz e Bem

Sem. Bruno Leandro

Um comentário:

martins111 disse...

Querido semelhante me perdoe se estou sendo inconveniente. Em caso afirmativo, simplesmente delete, sem precisar justificar. Acontece que sou carteiro, recebi cartas para entregar a cada ser humano que encontrar. Se você vai ler ou não é problema seu. Porém sou obrigado a entregar. Bem, a carta a que me refiro está disponibilizada no meu blog. O aviso, no entanto, acaba de lhe ser entregue. Muito obrigado por sua atenção. João Joaquim Martins, Servo dos servos do Senhor Jesus Cristo.