sábado, 13 de fevereiro de 2010

IGREJA DA INGLATERRA RECONHECE RACHA DOS ANGLICANOS DOS ESTADOS UNIDOS




O Sínodo Geral da Igreja da Inglaterra votou por esmagadora maioria em favor de uma moção reconhecendo o desejo da ortodoxa Igreja Anglicana na América do Norte de permanecer em comunhão dentro da Comunhão Anglicana. O corpo governante da Igreja passou a moção emendada hoje depois de um debate apaixonado que durou cerca de três horas. A moção afirma o desejo do Sínodo “em reconhecer e afirmar o desejo daqueles que formaram a Igreja Anglicana na América do Norte de permanecer dentro da família anglicana”, e reconhece “o sofrimento causado pelas recentes divisões dentro das Igrejas Anglicanas e do Canadá”. A moção pede maiores aprofundamentos do tema e convida os Arcebispos de Cantuária e de York para relatar de volta ao Sínodo em 2011.


A moçãoaprovada deverá ser

vista como um sinal claro de apoio à ACNA e ao seu líder Arcebispo Bob Duncan, que rompeu com a liberal Igreja Episcopal (TEC) no último verão como resultado de sérias divergências sobre o homossexualismo, a autoridade das Escrituras e a singularidade de Jesus Cristo. Houve uma tentativa de postergar, que foi derrotada. A proposta original da delegada leiga Lorna Ashworth desejava “estar em comunhão” com a ACNA. O Bispo de Bristol, Revmo. Mike Hill, disse que isso seria comprometer a Igreja da Inglaterra “muito cedo e muito rápido”. Ele disse que há de se esperar para ver se a ACNA vai funcionar como uma Província Anglicana nos moldes tradicionais, ou ser apenas “uma coalisão tênue de corpos autônomos”.


Palavras da proponente: “Por que não poderíamos tomar essa oportunidade para apoiar e afirmar nossos irmãos e irmãs em Cristo, que estão buscando praticar fielmente o Anglicanismo histórico e bíblico como ele tem sido praticado por centenas de anos, e que não se desviaram das nossas doutrinas, decretos e formulários da Comunhão Anglicana mundial?". Os Arcebispos de Cantuária e York também votaram em favor da versão emendada aprovada.






Li este Artigo em: Diocese do Recife - Igreja Anglicana do Cone Sul da América



Secretaria Diocesana Anglicana de Comunicação Social

Nenhum comentário: