segunda-feira, 21 de setembro de 2009

PARA DEUS SOMOS TODOS IGUAIS

São Marcos 9: 30-37

O texto de hoje do Evangelho mostra-nos que para Deus somos todos iguais, ou seja, não existe ninguém melhor do que ninguém. Vemos que os discipulos não compreenderam as conseqüências que a ação de Jesus vai provocar, pois ainda concebem uma sociedade onde existem diferenças de grandeza.

Nos versículos 30, 31 e 32 Cristo fala outra vez de sua morte e ressurreição. A visita que Jesus fez a Cesaréia de Felipe tinha terminado. Agora Jesus passou pela Galiléia e essa seria justamente a viagem que levaria Jesus para Jerusalém e posteriormente o levaria para a morte e morte de cruz. Ele queria viajar icógnito, ou seja, queria viajar só. Para maioria seu ministério público estava terminando. Agora Jesus queria preparar os doze e também instruí-los para as coisas que iam acontecer dali pra frente.

Jesus falou abertamente para os discípulos que morreria, e que depois de três dias ressucitaria mas por algum motivo os discípulos não compreenderam o que Jesus lhes dissera e tinham medo de interrogá-lo. Mas isso só não aconteceu com os discípulos não, muitas vezes nós temos medo de perguntar algo ao Senhor, e como conseqüência desse nosso medo acabamos por perder inúmeras bênçãos que estava por vir.

Nos versículos 33 e 34 Jesus mostra-se enteressado em saber o que os discípulos iam discutindo no meio do caminho que eles percorriam, e então fez a seguinte pergunta: “Sobre o que vocês estavam descutindo no meio do caminho?”. Depois dessa pergunta os discípulos ficaram todos calados pois eles tinham ficado desconcertados em dizer que o que eles discutiam era a respeito de uma disputa entra eles de quem seria maior.

É lamentável saber que Jesus está prestes a morrer e que os discípulos etão fazendo disputa de quem é melhor. Mas isso ocorre muito nos dias atuais. Vemos igrejas, pastores e membros discutindo com determinadas religiões cristãs, fazendo julgamentos por conta de doutrinas se achando melhor do que o irmão fulano ou pastor beltrano, igrejas em pé de guerra por uma disputa de qual delas é a verdadeira. O coração do homem é enganoso e muito mais do que todas as coisas e desesperadamente corrupto como nos mostra o profeta Jeremias.

Por fim nos versículos 35, 36 e 37 mostra-nos que Jesus sabendo o que eles estavam disputando no meio do caminho, deu-lhes uma grande lição de humildade. Ele disse que para se obter o primeiro lugar eles teriam que voluntariamente ocupar o lugar mais humilde de serviço e além disso viver para os outros em vez de sí proprio. Aqui Jesus mostra o verdadeiro sentido do Diaconato, SERVIR. Depois dessa grande lição uma criança foi colocada no meio deles e o Senhor Jesus a abraçou. Ele destacou que a bondade feita em seu nome aos menos honrados e conhecidos era um ato de extrema grandeza. Fazendo isso era como se esse ato fosse feito ao próprio Jesus e até mesmo ao Deus Pai.

Quem é maior? Jesus mostra que a grandeza da nova sociedade não se baseia na riqueza e no poder, mas sim no serviço sem pretenções e interesses.

“Ó bendito Senhor Jesus, teus ensinamentos esquadrinham e expõe esse meu coração carnal. Quebranta-me e permite que a tua vida seja vivida atravéz de mim”.

Paz e Bem

Sem. Beuno Leandro, of

Nenhum comentário: