domingo, 14 de fevereiro de 2010

FALAR EM LÍNGUAS NÃO É SINAL DE ESPIRITUALIDADE


Qualquer pessoa com um forte apelo emocional consegue emocionar qualquer ouvinte que tenha tendências ao emiocionalismo. Isso é evidente em manifestações supostamente do Espírito em reuniões pentecostais.

É fácil induzir as pessoas a um estado de histerismo total. Uma pessoa que conhece técnicas de psicologia sabe reconhecer quais pessoas estão mais propensas e acaba conseguindo fazer com que essas pessoas acreditem que estão sendo usadas pelo Espírito. Os pentecostais são facilmente levados a um estado de "espiritualidade" enorme. Já assistir um culto pentecostal. Também já participei de um congresso do Marco Feliciano (estava a trabalho por uma livraria) e vi como eles se comportam.

Por exemplo, O Marco Feliciano isse certa vez: "olhe para o teto desse teatro. Agora, quem enxergar água que fale línguas". E o povo começou a falar em línguas! Mas eu não vi água nehuma!!! Será porque eu não tive fé o suficiente para não ver a água??? E outra: em quê esta mensagem pode trazer edificação espiritual para mim? Enxergar a água me tornaria mais crente???

Pense comigo: porque o Espírito Santo só atua em círculos pentecostais? Por que o Espírito não faz comigo o que fez com Paulo? O Espírito não pediu permissão a Paulo para derrubá-lo ao chão e torná-lo cego! Digo isso porque os pentecostais alegam que nós calvinistas resistimos aos Espírito não permitindo que Ele atue em nosso meio. Mas isso é absurdo! Quem sou eu para ser mais forte que o Espírito Santo? Grandes personagens bíblicos foram surpreendidos pelo Espírito. Porque Ele não faz isso em círculos calvinistas também?

O calvinismo crê que as Escrituras é a única Palavra de Deus à igreja. Deus fala somente por meio dela. Qualquer mensagem que Deus queira falar à igreja, Ele usa o seu Espírito e a sua Palavra, tendo como o pregador apenas como seu instrumento. O Espírito atua na consciência, dizendo para o pecador que ele é pecador!

Não é o "falar em línguas" que a pessoa se torna mais íntima do Espírito Santo. Inclusive, isso nem é sinal de espiritualidade! O único sinal de espiritualidade e de uma total intimidade com o Espírito é a pessoa possuir o fruto do Espírito. (Gl 5.22,23).

Para mais informações, indico o artigo Por que não falamos em língua.


Leia mais: Blog dos Eleitos

Nenhum comentário: