sexta-feira, 16 de julho de 2010

ADEPTOS DA ZOOTEOLOGIA


Essa é demais! Você já reparou o número de "unções" que existe por aí? E mais, todas elas relacionadas a animais. É unção da galinha (onde o indivíduo é curado por um galo que é o chefe do galinheiro r fala em línguas), unção do leão (onde você urra loucamente de quatro), unção do cachorro (onde você demarca o território com urina), unção do touro selvagem (essa deve ser pra quem tem chifres), unção da águia (a pessoa da gritinhos agudos e imita posições de vôo) e a unção do bode (o camarada fica dando marradas pra todo lado).



Pois é irmãos, daqui a pouco vão lançar a unção do ornitorrinco (que deve ser a junção de muitas unções animais juntas). O argumento usado com relação a zooteologia é que ela começa com os quatro seres viventes. A questão é que não somos os quatros eres viventes, somos apenas seres humanos que representam uma parcela de seres viventes, e diga-se de passagem a parcela mais racional de todas elas!


Imitar animais é regredir absurdamente no propósito de Deus. Ele nos fez coroa da sua criação, e disse que não deveríamos imitar ou "fazer imagem de escultura" de nenhum desses seres que andam em cima da terra, nem debaixo dela, no profundo do mar ou que voem... Essa "adoração aos animais é um costume pagão. Os egípcios faziam isso constantemente, mesclando a imagem humana com a imagem animal, vide Anúbis (A associação de Anúbis com chacais provavelmente se deve ao fato de estes perambularem pelos cemitérios. O Anúbis era pintado de preto, por ser escura a tonalidade dos corpos embalsamados. Apesar de muitas vezes identificado como "sab", o chacal, e não como "iwiw", o cachorro, ainda existe muita confusão sobre qual animal Anúbis era realmente. Alguns egiptologistas se referem ao "animal de Anúbis" para indicar a espécie desconhecida que ele representava).


Não se rebaixe a agir como um animal, nem por simbologia, nem por burrice. Deus te fez um ser humano, dotado de raciocínio e supremo entre os seres viventes, fez o homem pra dominar entre os seres viventes e não para imitá-los.


E no mais, tudo na mais santa paz!


Nenhum comentário: