sexta-feira, 16 de julho de 2010

FAÇA SEXO ESPIRITUAL E TENHA ORGASMOS FALANDO EM LÍNGUAS!


Não me falta mais nada! Recebi a notícia de que existe um grupo de pessoas que se julgam tão espirituais, mas tão espirituais que na hora do ato sexual não se despem totalmente por crer que anjos estão espiando e vigiando a intimidade do casal, e ainda falam em línguas na hora do orgasmo. Tenha santa paciência.


Como será que essa turma faz? Será que a mulher usa um cobertor adaptado com uma cavidade nas partes baixas? Será que os caras usam um lençol cortado estrategicamente para poder realizar o ato? Seja lá o que for, não gosto nem de pensar nisso.

A prática sexual entre casados, como já disse antes deve ser gozada em plena liberdade, em comum acordo é claro e sem bizarrices, sabendo que o corpo do homem pertence a mulher e vice versa. Não é preciso consagração especial para o ato sexual, nem tampouco pudores entre quem já se tornou um corpo só.

Deus criou o sexo para ser celebrado entre o casal, como forma máxima de intimidade. Fazê-lo com cerimônias é uma ofensa ao próprio Deus. Não deve haver mistura entre práticas devocionais e sexo, senão criaremos um novo kamasutra versão 2.0 turbo. O apóstolo Paulo mesmo diz que o casal deve jejuar por pouco tempo para que o diabo não os tente por conta da necessidade do corpo, da carência de sexo que é expressão de amor entre o casal.

Santidade não é ter orgasmos falando em línguas, nem usar a "burca erótica", mas honrar a Deus no seu dia a dia, respeitar o próximo em todos os momentos em que estiver com ele, honrar a família e mostrar reverência em tudo que fizer, até mesmo no sexo sem precisar sem carola.

E no mais, tudo na mais santa paz!


Nenhum comentário: