quarta-feira, 9 de março de 2011

ORAÇÃO, JEJUM E ABSTINÊNCIA


09/03/2011 - Quarta feira de Cinzas - Início da Quaresama

São Mateus 6: 1-6, 16-21


ALVO MAIS QUE A NEVE


1. Bendito seja o cordeiro,
Que na cruz por nós morreu;
Bendito seja o seu sangue,
Que por nós ali verteu!
Eis nesse sangue lavados,
Tendo puro o coração,
Os pecadores remidos
Que perante Deus estão!

Alvo ainda mais que a neve!
Alvo ainda mais que a neve!
Sim, nesse sangue lavado,
Ó meu Jesus, ficarei.

2. quão espinhosa a coroa
Que Jesus por nós levou;
Oh! Quão profundas as chagas
Que nos provam quanto amou!
Eis nessas chagas pureza
Para o maior pecador,
A quem mais alvo que a neve
O teu sangue faz Senhor!

3. Se nós a ti confessarmos,
E seguirmos tua luz,
Tu não somente perdoas,
Purificas, ó Jesus,
Lavas de todo pecado!
Que maravilhas de amor!
A nós mais alvo que a neve
O teu sangue fez Senhor!

H. M. W

Música do Hinário Evangélico (Retirado do Hinário da Igreja Episcopal)


Meus irmãos e minhas irmãs, hoje Quarta-Feira de Cinzas se inicia para a igreja de Cristo uma estação litúrgica importante: O Início da Quaresma. Quaresma é o período de quarenta dias antes da festa da páscoa, ou seja, o momento em que a igreja se prepara para viver a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

No período da Quaresma é pedido para que se faça:

Jejeum: no sentido de "esvasiar-se de si mesmo" para "encher-se de Deus", aproveitando o alimento não ingerido para fazer de doações a pessoas necessitadas;

Abstinência: aproveitar a econômia obtida com a abstenção e/ou não consumo de alguma coisa (cigarro, bebida, passeio, vestuário, celular, etc.) para fazer uma doação para pessoas carentes, enfermas e/ou com necessidades especiais (eletrodomésticos, cadeira de roda, tratamento dentário, medicamentos etc);

Oração: tomar capricho de reservar DIARIAMENTE (durante a Quaresma) um momento de oração pessoal, conjugal, familiar ou comunitária.

O texto do Santo Evangelho de hoje nos mostra que o termo justiça se refere, aqui, a atitudes préticas em relação ao próximo (abstinência), a Deus (oração) e a si mesmo (jejum). Por isso que antes que começasse a falar sobre o texto de hoje eu primeiro relatei o desafio Quaresmal. Jesus Cristo não nega o valor dessas práticas. Ele mostra come deve ser feitas para que se tronem autênticas.

Parece incrível que os hipócritas chamariam ruidosamente a atenção para si, à medida que davam ofertas nas sinagogas ou esmolas para os mendigos nas ruas. Jesus repreendeu a conduta deles com um comentário conciso: eles já receberam a recompensa, esta recompensa de que Jesus fala é a reputação que ganham enquanto estão na Terra.

Quando um seguidor de Cristo dá esmolas, é para ser dada em secreto. Deveria ser tão secreto que Jesus disse aos seus discípulos: ignore a sua mão esquerda o que faz a tua direita. Jesus usa essa linguagem figurativa para mostrar que a nossa esmola deveria ser para o Pai, e não para ganhar notoriedade para o doador.

essa passagem não deveria ser interpretada para proibir qualquer oferta que poderia ser vista pelos outros, já que é praticamente impossível fazer todas as contribuições estritamente anônimas. Mas condena a exibição descarada ao dar.

Os versos 5-6 nos mostra que na oração, o homem se volta para Deus, reconhecendo-o como único e absoluto, e reconhecendo a si mesmo como criatura relativisando a auto-suficiência. Por isso, orar par ser elogiado é colocar-se como centro, falsificando a oração.

Nos versículo 16 Jesus nos ensina a jejuar pois ai o próprio Cristo viu uma terceira forma de hipocresia religiosa que era a tentativa deliberada de criar uma aparência de jejum. os hipócritas desfiguram o rosto quando jejuam para se apresentarem magros, desfigurados e sofredores. Mas Jesus diz que é ridículo tentar parecer santo.

Os verdadeiros cristãos deveriam jejuar em segredo, naõ dando nenhuma evidência externa do jejum. A maneira normal da pessoa aparecer era com a cabeça ungida e o rosto lavado. E suficiente o Pai saber; sua recompensa será melhor que a aprovação das pessoas.

Na verdade jejuar é privar-se de algo imediato e necessário, afim de ver perspectivas novas e mais amplas para a realização da vida. Trata-se de deixar o egocentrismo, para crescer e dispor-se a realizar novo projeto de justiça. Como disse anteriormente, jejuar para parecer é perder de vez o sentido do jejum.

Nos versículos 19-21 nos mostra que não devemos acumular tesouros na terra mas devemos acumular tesouros no céu. Essa passagem contém alguns dos mais revolucionários ensinos de Jesus, e alguns dos mais abandonados.

Nesses versículos Jeus contradiz todo conselho humano para providenciar um futuro financeiramente seguro. Quando Ele diz: Não ajuntem riquezas aqui na Terra, está indicando que não há nenhuma segurança em coisas materiais. Qualquer tipo de tesouro material na Terra pode ser destruídos por elementos da natureza (traça ou ferrugem) ou robado por ladrões. Jesus diz que os únicos investimentos que não estão sujeitos à perda são os tesouros no céu.

Essa política finaceira radical está baseada no princípio subjacente de que onde está o tesouro ai também está o teu coração. Se o dinheiro está num cofre seguro, então o seu coração e o seu desejo estão também lá. Se os seus tesouros estão no céu, seus interesses estarão centralizados lá. Esse ensino nos força a decidir se Jesus quis realmente dizer o que Ele disse. Se Ele quis realmente, então nos defrontamos com a pergunta: "O que nós vamos fazer com nossos tesouros terrestres?". Se Ele não quis dizer isso, então nos defrontamos com outra pergunta: " O que vamos fazer com a Bíblia?"

Quero encerrar esse comentário a respeito do Santo Evangelho de hoje, que é Quarta-Feira de Cinzas, ou seja, é o Início da Quaresma com uma oração que está proposta no Livro de Oração Comum da Igreja Episcopal para esse dia especial:


ONIPOTENTE E ETERNO DEUS, QUE AMAS TUDO QUANTO CRIASTE, E QUE PERDOAS A TODOS OS PENITENTES; CRIA EM NÓS CORAÇÕES NOVOS E CONTRITOS, PRA QUE, LAMENTAMOS DEVERAS OS NOSSOS PECADOS E CONFESSADO A NOSSA MISÉRIA, ALCANCEMOS DE TI, DEUS DE SUMA PIEDADE, PERFEITA REMISSÃO E PERDÃO; POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, QUE VIVE E REINA CONTIGO E COM O ESPÍRITO sANTO, UM SÓ DEUS AGORA E SEMPRE. AMÉM.


Paz e Bem
Sem. Bruno Leandro

Nenhum comentário: